Mochila nas costas rumo a República de Užupis (Lituânia)

Sem pesquisar no Google me diga, qual é a capital da Lituânia? Exatamente onde no mapa ela está? Quais são seus pontos turísticos? Se eu fosse o Silvio Santos teria pedido que soltassem a música do tempo, essas perguntas estariam valendo 1 milhão de reais em barras de ouro – que valem mais que dinheiro!

A Lituânia é um pequeno país que dificilmente está na lista dos turistas e faz fronteira com a Polônia, Letônia, Bielo Rússia e Suécia, fez parte da União Soviética até 1990 – a Lituânia foi o primeiro país a proclamar independência da URSS! É um país desenvolvido, que faz parte da União Europeia e que possui uma população que luta por criar uma identidade autêntica que os tire definitivamente da sombra do que um dia foi o Império Russo.

Confesso que foi por um acaso que a incluí na minha lista, olhei para o mapa, apontei para Vilnius, capital, e perguntei por quê não paramos aqui também? E foi assim que Vilnius me teve por dois dias e eu a tenho para sempre na memória.

Chegamos na cidade sem saber o que veríamos, nos hospedamos no hostel B&B&B&B&B e logo fomos perguntando onde comer, o que comer, o que fazer… E as respostas foram vocês podem comer no nosso restaurante, tomar uma cerveja no nosso bar, aproveitar para dançar na nossa balada. Se vocês gostam de arte, hoje e amanhã está acontecendo a semana de arte de Vilnius e nosso hostel está recebendo exposição de fotografia e quadros, além de apresentação de teatro e dança. Foi, de longe, o hostel mais divertido que ficamos! Depois do almoço – o cardápio estava em lituâno e eu e todo meu conhecimento linguístico escolhemos o prato que mais gostei do nome, jurava que era salmão com batata e no final era sanduíche de salmão, mas quase!, fomos caminhar pela cidade e fazer um Free Walking Tour.

O tour de aproximadamente três horas nos rendeu maravilhosas risadas e muitos novos conhecimentos. Não conseguirei resumir três horas de caminhada em poucas linhas, então contarei apenas sobre uma parte da cidade, um minúsculo país que existe dentro de um pequeno país: a República de Užupis.

Uz, como também é conhecida, fica no centro histórico da cidade e para entrar lá é preciso atravessar uma ponte (dessas cheias de cadeados do amor, mas caso você vá pense duas vezes antes de prender um cadeado… Reza a lenda que o amor dura enquanto o cadeado estiver preso, porém para que a ponte não caia com o peso, a prefeitura corta, uma vez ao ano, um grande número de cadeados. Por isso, o número de divórcios no país é grande), sorrir, diminuir a velocidade para no máximo 20km/h, apreciar a arte e não entrar no rio com o carro.

Esse bairro país já foi gueto judeu, mas seus habitantes desapareceram durante o holocausto, deixando o local abandonado. O cemitério, que está nessa região, foi destruído durante a invasão soviética, assim como algumas casas e durante o período da URSS o que sobrou das casas passou a servir de lar para drogados, bêbados, prostitutas…

Com o tempo muitos artistas passaram a frequentar esse local para conversar e criar. Passou a ser um refúgio boêmico. Até que em 1997, no dia primeiro de abril, decidiram fundar ali um país ao qual deram o nome de do outro lado do rio. Como qualquer país, Uz possui bandeira, leis, presidente e exército. Graças ao esforço desses artistas, atualmente Užupis é o bairro mais prestigiado e caro da cidade! É um verdadeiro museu a céu aberto, seus muros contam a história do país, e suas ruas mostram o talento de seus habitantes.

O muro acima é um apanhado de artistas que já visitaram Vilnius ou já falaram sobre a cidade ou o país em suas obras. Foi criado com o intuíto de mostrar à população que eles são queridos pelo mundo e são importantes! Mais que isso, que são lembrados.

Uz é o sonho utópico de muitos, um país onde a arte é o mais importante, além do bom humor, da cerveja com os amigos e da paz!

1. Toda pessoa tem o direito de viver à beira do Rio Vilnele e o Rio Vilnele tem o direito de fluir perto de todos

2. Todos tem o direito à água quente, aquecimento no inverno e a um telhado 

3. Todos tem o direito de morrer, mas isso não é uma obrigação.

4. Todos tem o direito de cometer erros.

5. Todos tem o direito de ser único.

6. Todos tem o direito de amar.

7. Todos tem o direito de não ser amado, mas não necessariamente.

8. Todaos tem o direito de ser indistinto e desconhecido.

9. Todos tem direito a lentidão.

10. Todos tem o direito de amar e cuidar de um gato.

11. Todos tem o direito de cuidar do cão até que um deles morra.

12. Um cão tem o direito de ser um cão.

13. Um gato não é obrigado a amar seu dono, mas deve ajudar em tempo de necessidade.

14. Às vezes, todo mundo tem o direito de não estar ciente das suas funções.

15. Todos tem o direito de estar em dúvida, mas isso não é uma obrigação.

16. Todos tem o direito de ser feliz.

17. Todos tem o direito de ser infeliz.

18. Todos tem o direito de ficar em silêncio.

19. Todos tem direito a ter fé.

20. Ninguém tem o direito a violência.

21. Todosa tem o direito de apreciar a sua insignificância.

22. Ninguém tem o direito de ter um mesmo projeto pela eternidade.

23. Todos tem o direito de entender.

24. Todos tem o direito de entender nada.

25. Todos tem o direito de ser de qualquer nacionalidade.

26. Todos tem o direito de celebrar ou não seu aniversário.

27. Todos devem se lembrar do próprio nome.

28. Todos podem compartilhar o que possui.

29. Ninguém pode compartilhar o que não possui.

30. Todos tem o direito de ter irmãos, irmãs e pais.

31. Todo mundo pode ser independente.

32. Cada um é responsável pela sua liberdade.

33. Todos tem direito a chorar.

34. Todaos tem o direito de ser mal interpretado.

35. Ninguém tem o direito de fazer outra pessoa se sentir culpada.

36. Todos tem o direito de ser individual.

37. Todos tem direito a ter direitos.

38. Todos tem o direito de não ter medo.

39. Não derrote.

40. Não revide.

41. Não se renda.



Apenas amei essa constituição. Amei essa mini república. Já se animou a inserir Vilnius na tua lista?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s