Saindo de férias – planejando a viagem! (Parte 1)

Faço parte de um grupo no Facebook chamado Mochileiros na Europa cujo objetivo principal é trocar experiências e tirar dúvidas da galera. O que mais vejo são mochileiros de primeira viagem um pouco perdidos na horas de organizar o seu roteiro. Comum dúvidas como: tenho 15 dias e gostaria de conhecer Londres, Paris, Amsterdã, Berlim e Budapeste, vocês acham que é possível?

A vontade é dizer: não, migs, não é. Mas eu entendo a ansiedade em querer conhecer todos os lugares e não conseguir se decidir por um. Entendo também que quem não está acostumado a viver com a mala quase sempre feita esperando a próxima oportunidade de botar o pé na estrada não sabe nem muito bem o que esperar da aventura (horas dentro de ônibus/trem/avião, atrasos do transporte, problemas com o hotel/hostel, dor de barriga…).

Estou organizando nossas férias de verão e pensei que seria legal compartilhar como eu faço para preparar as nossas trips! Sou a organizadora oficial da família, adoro!

OKQTLR0
Background vector created by lexamer – http://www.freepik.com

1. Começo pelo começo: dinheiro!

Sabe a listinha de desejos que fazemos no início do ano? Aqui em casa fazemos planejamento financeiro anual. Colocamos na lista (excell) o tanto que gastamos normalmente por mês com alimentação, moradia (luz, água, internet, aquecimento, aluguel/empréstimo, imposto), hobby (academia, cinema, bar, restaurante) e o quanto ganhamos por mês. Aí pensamos em dois destinos de férias, um perto (no nosso caso, pela Europa) e outro longe (Américas, Ásia, África…) e vemos quanto que conseguimos guardar por mês e o quanto de dinheiro guardado teremos até a data das férias. Nós temos uma poupança chamada “viagem” e é lá que colocamos o dinheiro todos os meses. No início do ano estipulamos um valor para guardar e sempre que conseguimos economizar em algo, jogamos o dinheirinho extra nessa poupança também (loucos por viagens!!!). Somos fãs de marmitas no horário de almoço, amigos em casa (invés de bar e restaurante) e poucos gastos com roupas – tudo em nome das férias.

Morando na Finlândia tenho a sorte de ganhar em euro, o que facilita um pouco na hora de economizar para viajar pela Europa. Eu e o Mikko somos viajantes beeem farofeiros (mochileiros raiz, né amores) então pensamos em uma média de 50€ por dia (25€ cada um – independente do destino) para alimentação. Para alguns destinos dá e sobra, outros é até apertado. A ideia é calcular um pouco a mais do necessário para o caso de imprevistos (como em Paris que eu queria demais tomar um café no Cafe de Flore e deixamos um rim por lá…). Depois pensamos nas passagens (jogo um valor um pouco mais alto que a média) e na hospedagem (ficamos quase sempre em Airbnb, mas também rola hostel, couchsurfing e as vezes hotel com café da manhã, para isso eu vou pesquisando o melhor custo/benefício).

Para saber o valor de passagens e hospedagens, assim que decidimos os destinos, dou uma rápida pesquisada no Google. Para as passagens jogamos um valor acima do que encontrei e para hospedagem fazemos uma média entre o mais barato e o mais caro.

Olho sempre também o que o guia Lonely Planet diz, só jogar no Google Lonely Planet daily budget _____ (cidade ou país que predente conhecer). É em inglês, mas dá para entender. Os valores por dia são divididos em três categorias (mínimo, média, máximo) considerando hospedagem e alimentação.

budget finland
Aqui a estimativa de gastos diários na Finlândia

https://www.lonelyplanet.com

2. Passagem

O primeiro que compro é sempre a passagem. Não pesquiso muito, os valores tendem a subir quanto mais a gente pesquisa. Uma dica é pesquisar utilizando a janela anônima (Ctrl + Shift + N). Dizem que a melhor época é com três meses de antecedência. Aqui não dá para parcelar, então usamos o dinheiro economizado e compramos a vista (na verdade jogo no cartão de crédito porque assim ganho milhas! Sempre tento usar as milhas para viajar).

Alguns sites para procurar passagens:

Skyscanner

É o que eu mais utilizo! Permite olhar os valores de passagem para o mês todo, assim você sabe qual a melhor data para ir e voltar. Também é possível solicitar alertas de passagens, chegam via e-mail sempre que o destino escolhido entra em promoção.

https://www.skyscanner.fi/

skyscanner rio
Valores de passagens para o Rio de Janeiro durante todo o mês de novembro. Do lado esquerdo valores de ida e direita, volta

Momondo

É bastante utilizado por aqui e é considerado o melhor buscador de passagens.

https://www.momondo.com.br/

Max Milhas

A ideia do site é muito legal, nele você pode vender as tuas milhas e comprar as de outras pessoas. Além disso oferece passagens para diversos destinos com ótimo preços, não sendo necessário ter milhas para isso!

https://www.maxmilhas.com.br/

Passagens imperdíveis

Já na página inicial é possível encontrar vários destinos com ótimos preços. Mas o melhor é que eles possuem uma conta no Instagram e estão sempre postando na hora que uma promoção surge!

http://www.passagensimperdiveis.com.br/

Google Flights

Maravilhosa ferramenta do Google! Além de mostrar as melhores tarifas para o destino escolhido, é possível colocar apenas a cidade de saída e as datas da viagem e ele mostra quais os destinos mais baratos! Vai que você acaba mudando de ideia?

google flights
Todos os valores de passagens saindo de Hesinque no dia 10 de julho e retornando dia 24 do mesmo mês. Legal, né?

Ah, eu gosto de pesquisar pelos buscadores e depois ir direto no site da empresa e comprar direto com eles. Se a ideia é fazer uma viagem com diversos destinos, procuro chegar e sair do mesmo local, a passagem costuma ser mais barata (por exemplo: chegada e saída por Paris) e na hora de planejar as cidades tento fazer um roteiro circular.

Cuidado com o tempo de troca entre os aviões em caso de conexão! Porém, se o tempo não for suficiente e você acabar perdendo um dos voos, não se preocupe, a própria companhia irá de encaixar em um próximo voo. Por isso é importante comprar o trajeto todo de uma única vez! Parece bobeira, mas mesmo com o cansaço da viagem e com algum possível problema que possa ter aparecido (perder o voo por atraso ou qualquer outro motivo), não faça barracos. Respire fundo, conte até 1000 se precisar e trate os funcionários com respeito. Já vi muita gente fazendo barraco em aeroporto e eu sempre acabei tendo preferência em assento e em conexões do que essas pessoas… Um exemplo foi minha última ida ao Brasil, perdi a conexão São Paulo – Curitiba e as pessoas que estavam berrando com a funcionária antes de mim, foram encaixados para o voo das 14h. Eu e o Mikko ganhamos um voucher para trocar de aeroporto e uma vaga no voo das 10h30…

Destino escolhido e passagens compradas? É hora de fazer a melhor parte: planejar a viagem! Isso conto na parte 2!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s